Sunday, September 09, 2007

Hora de Dormir


Quero que me leias uma história antes de irmos dormir. Quero a tua voz sussurrada no meu ouvido e sonhar contigo embalada pelo doce som da tua boca.
Podes ler-me qualquer história amor, desde que tenha um final feliz.
Lê-me uma história para eu adormecer. Para eu conseguir fechar os olhos e despedir-me de ti. Tenho saudades tuas enquanto durmo porque não te posso ouvir ler-me histórias...como as que me lês quando adormeço.
Será que também sentes a minha falta enquanto dormes?
As dúvidas de amor ficam sempre sem resposta. Não há respostas no amor. Não há quase verdades. Há (quase) mentiras, às vezes.
(quase) mentiras porque, por vezes, sabe-nos melhor ouvir uma dessas "verdades" de amor. Cala-nos o coração. O mais difícil de calar.
Quero ouvir-te ler-me histórias antes de dormir, todos os dias. Para adormecer com certezas. Para adormecer e saber que estás ao meu lado.




- Afastada do Blog porque o exame de Chinês ocupa o meu tempo todo (se calhar devia ocupar mais um bocadinho mas isso já é outra conversa =P) por isso peço desculpa pela ausência de comentários.

/ eu própria

6 comments:

Pedro Lopes said...

amor, verdade é que te amo.

conto de embalar para crianças que será contado daqui a uns anos, com um final feliz "e viveram felizes para sempre"

deixa-me sussussar-te ao ouvido o quanto te amo e embalar-te ao meu lado enquanto adormeces!

beijo teu, como eu *

impulsos said...

Por vezes, essas mentiras ditas com "seriedade" e um sorriso, ainda que leve... sabem-nos tão bem, que quase contam como "verdades" ditas de coração...

Exame de chinês?!
Credo!!!
Boa sorte!!!!!

Beijinho

Páginas Soltas said...

Como somos dependentes deste amor que nos atravessa os sentidos..! beijinho

Luis Martino said...

verdades de embalar, um cubo de gelo que nos cala o coração,
esfria a nossa duvida e acalma a turbulência do pensar.
ja me calou as feridas, mas a dor logo volta, volta sempre,
para me embalar em gritos e vidros arranhados nos meus pesadelos fluorescentes...

CatWorld said...

ama linda!
ama muito. que e isso a principal razao de nos fazer viver!
beijoca!

Intimo Misterio said...

“Não deveríamos dizer amo-te a não ser quando realmente o sentimos. E se sentimos, então devíamos dizê-lo muitas vezes. As pessoas esquecem-se de o dizer.”

www.intimomisterio.blogs.sapo.pt