Sunday, November 05, 2006

Changing...


Is it possible to CHANGE everything in your life?
___________________
time to create
___________________________________
desta vez
vou mudar
mesmo que nao voe
vou tirar os pés do
chao
/eu propria

15 comments:

Fi said...

mudar tudo nao acredito, ha sempre coisas que te marcam e essas são impossíveis de mudar! Mas podemos criar algo novo para nos ajudar a viver com essas coisas sem nos magoarmos!

Eu vou criar a partir de hoje! O que vou criar de novo em mim, é a confiança e esperança, porque "mesmo que nao chegue ao céu, pelo menos tirei os pés do chão" =)

beijinho querida* adoro te muito*

O pensador said...

oi miuda não se pode mudar tudo mas pode-se mudar coisas que nso estão a incomodar profundamente...não faças mudanças radicais não vale a pena e tudo se torna precipitado:)
tudo com cabeça e a melhor forma de sobrevivermos na selva que esta o mundo...
gostei do post..
beijo

O'Sanji said...

Happiness, Bonheur, Felicidad, Glück, Felicità...
Obrigada pela tua visita ao "Sentir". Suponho que terás dado também uma olhada ao Plan(o)Alto. Meus dois recantos.
Vou voltar por aqui porque também gosto de "sentir" a "felicidade... mais ou menos"! :)
Um beijo da O'Sanji

francis said...

Podemos mudar muita coisa, mas dificilmente a nossa essência.

}}cleopatra{{ said...

Mais palavras para quê?
... lindo!

Beijo soprado

vida de vidro said...

Mudar tudo, é difícil. Mas nudar o que nos faz sofrer é possível. E isso é o fundamental. **

Té § [Pi]menta =) said...

fantástica a parte em que é preciso colocar o rato por cima para ler! :) sublime! :) é possível mudar alguma coisa na tua vida, mas mudar tudo acho difícil! para isso seria necessario nascer outra vez! * * * beijinho

Alex Flôr Negra said...

As mudanças trazem sempre consequencias...Será que vale a pena mudar?
Sê tu mesma com as mudanças que surgem naturalmente...
Nem sempre o esforço resolve!
Mas a mente funciona de uma forma fantastica!
Muda só aquilo que acreditas...
Acredita em ti!
*

Bruno Lovatti said...

Olá!

Estou totalmente sumido dos Blogs... falta de tempo e muita preguiça... por isso nunca mais comentei aqui...

Quanto ao seu post... sempre é tempo de mudarmos... a vida é feita de mutações! ^^

Blog de visual novo, né?! :)

Beijos ;**

Sandro said...

É... não é?...
Depende de nós acima de tudo...
Um beijo

Anonymous said...

Vim
cheguei e parti.
Nao me demorei.
o medo de sentir o k senti
o medo de ver o que vi.
assusta-me toda esta realidade,
toda esta sensaçao de de perca
de algo que nao cheguei sequer a tocar.
nao sei,
endoideço por pensar,
por me deixar levar em pensamentos,
em caminhos que me tentam a saltar,num mundo,em palavras.
nao sei,nao posso querer pensar.
quero fugir,
mas encarnas nas minhas pernas,
a ti te obedecem.
tu ordenas que nao corram.
o medo se ve na coragem que nao se tem...e acho que nao a tenho pa pensar.
talvez,nao sei... o presente seria diferente mudado fosse o passado, mas ja nao me conto,
deixei de me contar por que o presente cravado no passado esta.
e o futuro amanhato direi.
nao hesites,salta sempre.
salta mais alto que conseguires.sempre.


encontrei o teu fotolog por acaso e depoisvi o link po teu blog...gostei mt.axo k tens jeitinho pa isto,o que quer que seja isto.
continua!

"nobody knows thatyou got a secret smile that you used only for me...use it."

Luigi said...

It is possible to change something in your life. Everything? Well its a long long way.
Espero que durante esse longo caminho dês conta que sim, é possivel.
Peço mais uma vez desculpa pelo descuido, pela falta de comparência.
Irei ler os textos anteriores

beijinhos e logo passas no meu espaço para assistires ao desabrochar das asas rubras

pequenita (quando o teu corpo e o meu) said...

Que a força do medo que tenho não me impeça de ver o que anseio.
Que a morte de tudo que acredito não me tape os ouvidos e a boca.
Porque metade de mim é o que eu grito, mas a outra metade é silêncio.

Que a música que eu ouço ao longe seja linda, ainda que triste.
Que a mulher que eu amo seja sempre amada, mesmo que distante.
Porque metade de mim é partida e a outra metade é saudade.

Que as palavras que eu falo não sejam ouvidas como prece nem repetidas com fervor,
Apenas respeitadas como a única coisa que resta a um homem inundado de sentimento.
Porque metade de mim é o que eu ouço, mas a outra metade é o que calo.

Que essa minha vontade de ir embora se transforme na calma e na paz que eu mereço.
Que essa tensão que me corroe por dentro seja um dia recompensada.
Porque metade de mim é o que eu penso e a outra metade é um vulcão.

Que o medo da solidão se afaste, que o convívio comigo mesmo se torne ao menos suportável.
Que o espelho reflita em meu rosto o doce sorriso que eu me lembro de ter dado na infância.
Porque metade de mim é a lembrança do que fui, a outra metade eu não sei...

Que não seja preciso mais do que uma simples alegria para me fazer aquietar o espírito.
E que o teu silêncio me fale cada vez mais.
Porque metade de mim é abrigo, mas a outra metade é cansaço.

Que a arte nos aponte uma resposta, mesmo que ela não saiba.
E que ninguém a tente complicar porque é preciso simplicidade para fazê-la florescer.
Porque metade de mim é a platéia e a outra metade, a canção.

E que minha loucura seja perdoada.
Porque metade de mim é amor e a outra metade... também..

beijocassss Pequenita

O Sibarita said...

Oi!Mudar, mudar... que seja sempre para melhor! Aliás, a mudança sempre se faz necessário quando percebemos que o caminho que estamos não nos leva a nada...

Obrigado pela sugestão do livro, penso sim lançar, porém, aqui no Brasil é muito caro os serviços de gráfica e não se tem incentivo do governo para que muitas pessoas com potencial e inéditos possam lançar seu livro.

Anonymous said...

Podes acreditar que sim! A vida muda sempre que queremos, sempre que temos coragem para isso e sobretudo se valer a pena! Eu sou testemunha! ;)